Trabalhos Aprovados

Efeitos da Fisioterapia aquática na osteoartrite de quadril causada pela anemia falciforme



Autor(es): Sadoyama BM; Teixeira MP; Cardoso JR; Silva DW; Moreira ECH; Facci LM;
Apresentador(a): Beatriz Miki Sadoyama

Introdução: A anemia falciforme (AF) é uma hemoglobinopatia hereditária que causa diversas complicações musculoesqueléticas, tais como a osteoartrite, sendo que a dor musculoesquelética é o sintoma mais comum. A fisioterapia aquática é um importante recurso de tratamento, tendo se mostrado benéfica na reabilitação das disfunções musculoesqueléticas em pacientes falciformes. Objetivos: Analisar os benefícios da realização da fisioterapia aquática em um paciente com disfunções musculoesqueléticas decorrentes da AF. Métodos: Trata-se de um estudo de caso de um paciente do sexo masculino, com 21 anos de idade e diagnóstico de osteoartrite de quadril por AF. Radiograficamente, foram observadas perda da esferidade das cabeças femorais associada à proliferação óssea do aspecto anterolateral da transição cabeça/colo femoral bilateral, de aspecto sequelar e esclerose subcondral nos tetos acetabulares, condizentes com uma quadro de osteoartrite avançada. Na avaliação física o paciente apresentava dor no quadril como queixa principal, com importante comprometimento da capacidade funcional. Foi realizada a goniometria do quadril, que confirmou limitação de todos os movimentos (flexão, extensão, adução, abdução, rotação interna e externa), e foram aplicados os questionários SF-36, Lequesne e LEFS. Foram realizados 10 atendimentos de 50 minutos, o protocolo de exercícios incluiu exercícios de aquecimento, aeróbios, terapia manual, exercícios dinâmicos de membros inferiores, exercícios de equilíbrio e de resfriamento. Resultados: Verificou-se melhora da amplitude de movimento do quadril, principalmente para os movimentos de flexão (aumento de 5° no lado direito e 7° no lado esquerdo), adução (aumento de 5° no lado direito e 6° no lado esquerdo) e na rotação interna (lado direito, com aumento de 4°). Também houve melhora das pontuações dos questionários SF-36 e LEFS. Conclusão: No presente estudo, o protocolo de exercícios aquáticos promoveu melhora de amplitude de movimento do quadril, da qualidade de vida e da capacidade funcional do paciente com AF.

Palavras-chave: anemia falciforme; osteoartrite do quadril; hidroterapia

[voltar]

Fique atento
às datas principais


17

SETEMBRO

2020

Quinto e último vencimento para inscrições com desconto! Após este período, os valores serão os mesmos do local do evento.

Trabalhos Científicos

Veja aqui os trabalhos
aprovados.

SAIBA MAIS

Programação Científica

Consulte a programação completa das palestras e cursos disponíveis.

SAIBA MAIS